Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Bob Dylan’

Resignado, não verei Dylan amanhã.

Eu me conforto por aqui. Lembrando que em breve On the Road estará correndo, numa grande tela, para uma grande audiência.

 “Nos intervalos, corríamos até o Cadillac e tentávamos descolar umas garotas, rodando para cima e para baixo pelas ruas de Chicago. Nosso carro enorme, cheio de cicatrizes, profético, as aterrorizava. Em seu frenesi descontrolado, Dean dava marcha a ré de encontro aos hidrantes e ria como um maníaco. Pelas nove da manhã o carro era uma ruína completa; o freio já não funcionava, os párachoques estavam destroçados e o câmbio rangia. (..) Parecia uma velha bota enlameada e não uma limousine flamejante. Pagara o preço da noite. (…) Já estava na hora de devolver o Cadillac para seu dono. (…) Dirigimos até lá e enfiamos um troço arruinado e enlameado no seu respectivo boxe. O mecânico nem reconheceu o Cadillac. (…) Tínhamos de cair fora imediatamente. Caímos”

Na trilha provavelmente não haverá Dylan. Mas Changing of the Guards poderia tocar o filme todo.

Read Full Post »

Nesta terça feira, dia 23, Bob Dylan reencontrará Porto Alegre em um show que teve seus ingressos esgotados em poucos dias.

Na quinta será a vez de Florianópolis receber Paul McCartney, que em 2010 se apresentava em Porto Alegre.

Isso significa que nesta semana, de algum lugar do sul do país, alguns poucos sortudos conseguirão ir ao show de dois monstros rodando pouco mais de 450km. Humpf.

Eu queria Dylan, não tinha mais ingresso. (Estive no Paul/2010)

P.S.: Johnny Depp toca mesmo uma guitarrinha. O disco do Oasis Be Here Now, por exemplo, tem o Mãos de Tesoura brincando de músico.

Read Full Post »

Nostálgico Blues Subterrâneo

Johnny está no porão

Misturando medicamentos
Eu estou no pavimento

Pensando no governo

O cara de sobretudo
De distintivo, ferrado

Diz que está com um nó na garganta

Quer pagar para se livrar

Olhe garoto

Foi algo que você fez

Deus sabe como

Mas você está fazendo de novo

Melhor você cair parque abaixo

Procurando por um novo amigo
O homem de chapéu de guaxinim
Com a grande caneta
Quer onze notas de dólar

Você só tem dez

Maggie vem ao pé do comboio

Cara cheia de fuligem preta
Falando que o calor pôs

Ervas na cama, mas

O telefone está desligado, mesmo assim

Maggie diz o que muitos dizem

Precisa atacar no começo de maio
Ordens do departamento
Olhe garoto
Não importa o que diz

Ande na ponta dos dedos

Não ande com deslocados

Melhor se manter afastado destes

Do que se meter em bizarrices

Mantenha o nariz limpo

Observe as roupas da moda

Você não precisa do homem do tempo

Para saber de que lado o vento sopra

Fique doente, fique bem

Arrume uma tatuagem legal

Balance o pinto, é difícil falar

Se alguém vai vender

Vá atrás, seja barrado

Volte, escreva em Braille

Seja preso, salte a cerca

Entre para o exército, se falhar
Olhe garoto

Você vai arrasar

Mas usuários, trapaceiros
Completos perdedores
Rodeiam os teatros

Garota na piscina

Procurando um novo otário
Não siga líderes

Observe os medidores dos parquímetros

Ah nasça, fique calmo

Calças curtas, romance, aprenda a dançar

Vista-se, seja abençoado

Tente ter sucesso

Agrade-a, agrade-o, compre presentes

Não roube, não furte
Vinte anos de escola
E eles o colocam no turno diurno

Olhe garoto

Eles mantêm isso escondido

Melhor pular num bueiro

Acenda para si uma vela

Não use sandálias

Tente evitar escândalos
Não queira ser um vagabundo
Melhor mascar chiclete
O barril de bebida não funciona

Pois os vândalos levaram a alavanca

Read Full Post »

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.