Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Luiz Pereira Bueno’

A foto

(12.03.11, no clique de Rodrigo Lombardi)

O Bino Mark II, após descer as curvas 1 e 2, durante a cerimônia na qual as cinza de Luiz Pereira Bueno foram depositadas na antiga curva 1 de Interlagos.

Read Full Post »

Ontem foi celebrada a missa de sétimo dia de Luiz Pereira Bueno, na Paróquia de São Gabriel Arcanjo/SP.

Hoje o Jornal Zero Hora acertou a mão ao publicar, após os esportes e antes do Paulo SantAna, uma atenciosa e caprichada matéria relatando alguns feitos do Peroba aqui pelos caminhos gaudérios.

Surpresa boa ao quase fechar o jornal. Parabéns aos colaboradores da matéria,  Daniel Dias e Guilherme Ely, por darem algo mais do que as notas curtas e sem aprofundamento relacionadas ao automobilismo.

Reproduzo abaixo a página, digitalizada com a ajuda do Dú Cardim.

Read Full Post »

No começo de 2010 eu andava deslumbrado e aéreo com as novidades e a repercussão que este blog então trazia. Ainda sem compreender o espaço que ocupava e o meu real lugar na rede, começava a mostrar aqui os meus escritos sobre carros, corridas e situações diversas. Feliz, fazia novas amizades e conhecia pessoas com as mesmas afinidades.

Neste período surgiu, durante as minhas férias no mês de março, a possibilidade de passar um domingo em Interlagos e acompanhar uma etapa da Classic Cup Paulista.

Na semana anterior a minha ida para São Paulo, Dú Cardim me lançou através do Twitter a seguinte frase: “O Peroba estará nos boxes, prepara umas perguntas decentes que terá algo de valor depois.” Putz!

Este pequeno mancebo cresceu lendo revistas e escutando causos. Desde novo sabia o tamanho do Luiz Pereira Bueno e a importância da sua geração no mundo das corridas aqui em nosso país. Um herói cheio de supercarros: Berlineta, na Equipe Willys, March na F1, o “Maveko”, musculoso, bravo, Berta-Hollywood…

Na noite anterior da minha ida à pista, enquanto Victor Martins se recuperava de um puxado dia de trabalho, eu, de férias, varei a noite lendo tudo que encontrava sobre o Peroba. Talvez por medo de dar uma bola fora, de não tocar em algum assunto importante, por ser a primeira vez que eu conversaria com um atleta dessa envergadura, estava ansioso.  No fim das contas, fiz a minha lista de perguntas e tópicos e coloquei no bolso.

Metrô, pela manhã, Victor brinca: “Tu nem dormiu, né?”

Templo. Pista. Carros. Mas o Peroba não estava lá. A injusta doença não deixou.

Nos boxes olhei demoradamente a réplica do seu Maverick. Cheio de sono eu senti uma vergonha enorme das perguntas que havia escrito no papel que levava no bolso.

Foi por pouco, Peroba

Luiz Pereira Bueno – (1937-2011)

***********************

Fotos retiradas de:

mauriciomorais.blogspot.com/

http://blogdoquadriculada.blogspot.com/

http://www.diariomotorsport.com.br

Read Full Post »