Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Okrasa’

Aprendi o que é liberdade no alto do Morro do Osso, subindo uma estradinha ao lado da casa em que morei nos meus 12 primeiros anos de vida.

O terreno onde ela foi construída era exageradamente grande, eu nunca podia brincar do lado de fora do espaço murado. Do portão gradeado via as casas dos vizinhos, carros e  a piazada jogando bola – Aquela estradinha que subia pro nada começava depois de uma goleira.

Um dia meu pai apareceu com varetas, papel, barbante, cola e outras coisas que eu via na hora da bagunça, no intervalo da creche. Devia ser feriado, devia estar marcando chuva. Acompanhei todo o processo que transformou os materiais em uma pandorga, certo de que um dia faria a minha. Naquela, o meu “Graal” das pandorgas, apenas colei um R decorativo – Eu e meu pai temos nomes que começam com a letra “r”.

Num daqueles dias seguintes a cola já tinha secado e não havia mais o que conferir no projeto. Felizmente não estava nos planos do pai brincar com ela no pátio de casa, isso me deixava tremendamente excitado. Tudo em mãos, portão aberto, poucos passos e descobria que, depois de onde improvisavam a goleira do futebol, vinha uma subida de 10 minutos – No começo de dezembro os pinheiros de Natal saíam lá de cima para acabar na sala da casa.

Como zumbia o vento no nylon! A pandorga voava mesmo, incrível. Em poucas horas ela tomou forma na cozinha e foi virar brinquedo, num lugar perto de casa onde não havia pressa, medo, muros nem grades. Só vento – Enchi um saco com recortes de jornal, colocava eles na linha e o vento tratava de levar até lá na pandorga.

**********

Engraçado. Lembrei disso tudo ao ver o projeto abaixo, uma beleza de carrinho de fundo-de-quintal, com motor VW 1200cc e Kit Okrasa. Varetas, papel, barbante, cola e outras coisas que eu vejo na hora da bagunça.

Será que o dono tem filho? Será que ele acompanha o projeto? Aonde será que os três vão zumbir com o vento?

Read Full Post »