Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘schumacher’

Estamos vendo um menino gênio em ação.

Até onde chegará??

(os gifs eu achei no tumblr genial  http://loosewheelnut.co.uk/)

Read Full Post »

Estava aqui pesquisando sobre os filmes que virão por aí e terão a F1 como pano de fundo. Descobri que em um estágio avançado temos um sobre Lauda e Hunt, como nova promessa temos um sobre Stewart e Cevert e como maldade pura a obra da montagem abaixo:

Vocês não valem nada!!!

Read Full Post »

Gênios a toda prova

Os anos em que Michael Schumacher e Ross Brawn estiveram à frente do time vermelho foram como uma provação ao meu amor pelo automobilismo. Quando Villeneuve, Hakkinen e Alonso tiveram carros competitivos e conseguiram fazer frente ao super-time italiano, aí, sim, as coisas estiveram interessantes, mas durante a maioria do tempo o reinado do alemão foi tranqüilo e muito entediante.
Os melhores carros, a equipe com maior poder econômico, guiados por um gênio que sempre esteve amparado por escudeiros fiéis atados aos seus contratos criados por algozes, mas assinados sem questionamentos. Era um time imbatível.

Restava-me criar campeonatos particulares ou torcer pelo que me despertava maior simpatia. Torcia para que o bico revolucionário estilo Batmóvel projetado por uma engenheira da Williams ajudasse Montoya em 2004 (eu achava lindo, porém não vingou), para que Bernoldi e Frentzen não deixassem a Arrows morrer, pelas ultrapassagens da Toyota de Da Matta sobre as Minardi em 2004 (aliás, trocava fácil essa USF1 pelas minhas amadas Minardi…).

Por tudo isso a notícia da volta de Michael Schumacher deveria me causar uma aflição medonha. O gênio queixudo aglutinador de italianos fervorosos volta de seu repouso para agora a bordo de um carro prateado estragar tudo novamente! Du Arschloch!


Que nada! As regras mudaram, os times mudaram, e sabemos que o alemão que não precisa mais provar nada para ninguém vai penar para chegar ao mesmo nível físico e andar constante durante a prova toda. Talento ao volante ele tem de sobra, mas a concorrência será forte, como poucas vezes ele teve quando então líder blindado da Ferrari. A menos que pilotos da mesma equipe se anulem, não haverá vida fácil para o alemão, que traz mais um grande tempero para essa temporada que me causa uma expectativa não sentida desde a dupla Moreno e Paulo Diniz na Forti Corse. Ok, mentira.

Com tanto tempo no topo Schumacher criou, merecidamente, a fama de atleta diferenciado e entrou no time dos gênios raros. Neste seleto time temos um jogador de futebol que me desperta a mesma pouca simpatia que o piloto alemão. Ele se projetou mundialmente numa época diferente, onde a comunicação tinha outros meios e o jornalismo não era tão dinâmico. Após retirar-se dos gramados, Pelé, também seduzido por um caminhão de dinheiro, retomou sua carreira no NY Cosmos dos EUA, reforçando a posição de ídolo global e dando a oportunidade a jovens que apenas viam em vídeos seus feitos tivessem a oportunidade de vestir e torcer pelo seu time. A magia estava de volta.

Schumacher volta para resgatar a F1, cativar novos expectadores, ajudar a encher as pistas de entusiastas consumistas e divulgar ainda mais esta que promete ser uma grande temporada.

Aproveitemos a volta deste gênio, e que ele não tenha vida fácil

Read Full Post »