Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘vencedor’

1993-2011

A confirmação de Bruno Senna na Williams trouxe no reboque um encerramento melancólico para a trajetória de Rubens Barrichello na F1, e este final foi assunto para grande maioria de jornalistas e blogueiros ligados ao automobilismo hoje.

Barrichello é grande e vencedor. Ele fez o que mais gosta ao longo de 18 anos, estando presente em aproximadamente 30% da história da categoria. Durante esse período pode guiar em fases bem distintas do esporte: Mudanças nos regulamentos, níveis tecnológicos cada vez mais aprimorados, segurança sempre aumentada nos carros e nos circuitos.

Teve grandes momentos – O começo pela Jordan e principalmente os anos de Stewart me são especiais – assim como péssimas temporadas.

Faltou um título? Claro. E fora das pistas suas declarações e postura muito o desgastaram, mas quem sou eu para julgar um atleta de ponta que amadureceu fazendo o que mais gosta.

Espero que em breve ele encontre a mesma satisfação no caminho que escolher para seguir acelerando, este primeiro ano sem a sua presença será estranho.

E que o Brasil invista em categorias de base para renovar com qualidade, senão…

Crédito das fotos:

Kyalami – 1993 – http://www.diariomotorsport.com.br/

Interlagos – 2011 – http://tazio.uol.com.br/

Read Full Post »

Festa em Interlagos

É uma emoção diferente, essa. Assim como Emerson de Lotus, ano passado, comigo Piquet e Brabham sempre foi apenas em vídeos e tributos.

Nelson eu ainda acompanhei nas suas últimas temporadas, de Benneton, mas não era o auge. Não vivi o seu auge e o tenho como um dos meus ídolos, gozado.

Foi bom por demais ver ele com aquele carro, acelerando e se divertindo. Antes de brincar com a audiência, em clima de final de campeonato, azulou o cano da Brabham do acervo do ex-patrão Bernie em quatro voltas, virando em torno de 1min39seg baixo na melhor delas, isso com um carro de 30 anos.

Obrigado, valeu a tarde.

(Vídeo pescado no youtube, não sei como creditar corretamente o usuário que subiu ele)

Read Full Post »

BT49

Domingo está chegando. Como aperitivo, o carro que abrirá a festa e um pouco da sua mecânica.

Em 2013 tem mais Piquet, heim.

Read Full Post »

Por instantes estamos novamente no final de 1981. Agora a Fórmula 1 tem um novo campeão e o Brasil a magia sendo mantida.

Os anos do mito desbravador Emerson na Copersucar já mostravam o praxe discurso ingrato e desmemoriado da torcida quando Nelson Piquet, cria do automobilismo de base  –  por um tempo correndo escondido da forte família, chega ao topo.

Foi o primeiro dos três títulos (81,83 e 87) de um dos mais talentosos, geniosos e vencedores atletas entre os que representam este país no mundo.

30 anos depois, comemorando 1981, reencontrará a sua Brabham e dará a bandeirada em Interlagos. Será mais uma oportunidade para compreendermos quem foi Nelson Piquet, visualizarmos o tipo de pressão e situações que enfrentou e como lidou com tudo isso – oportunidade também para vermos a linda BT49C em ação.

No primeiro título, ficou apenas um ponto na frente do argentino Carlos Reutmann, da Williams.


Brabham Motor Racing Developments, na gestão de Bernie Ecclestone

Modelo: BT49C by Gordon Murray, Patrocinado pela Parmalat, de 1981

Pilotos: Nelson Piquet (Campeão), Hector Rebaque (décimo) e Ricardo Patrese

Chassis em alumínio, pesando aprox. 586kg. (deixa para lá…)

Câmbio Hewland de 5 marchas

Freios com discos de carbono

Pneus Michelin, amortecedores Koni

Motor Ford Cosworth v8, com 2.993 cm³ gerando 475 cv à 11000 rpm

**********

Blibliografia:

Foto copiada do ótimo F1 Nostalgia

Dados de statsf1.com

Read Full Post »